Índice de mamografias no Brasil está abaixo da média mundial

Você está em : Imprensa | Notícias

Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 40% das mulheres brasileiras, de 50 a 69 anos de idade, não fazem mamografia.

Essa faixa etária é definida como prioritária para a realização do exame preventivo pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que recomenda que pelo menos 70% das mulheres sejam avaliadas periodicamente. O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres.

Dados do Instituto do Câncer (Inca) apontam que, no Brasil, as taxas de mortalidade continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançados.

Na população mundial, 61% das pacientes sobrevivem após cinco anos de diagnóstico.

Para Ruffo de Freitas Junior, presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia, o número de mulheres que não fazem o exame é preocupante. “Melhorou muito em relação ao passado, mas ainda não atingimos a meta da OMS, que é de 70%.

Hoje, temos mamógrafos suficientes no país mas, infelizmente, eles estão mal distribuídos.

A maioria está nas grandes cidades e capitais, ficando boa parte da população do interior e de pequenas cidades descoberta, com impossibilidade de fazer o exame de maneira rápida”, afirma.

De acordo com o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), existem 2.507 mamógrafos em uso no SUS. O parâmetro é de um mamógrafo para cada 240 mil habitantes, portanto a necessidade corresponderia a 833 equipamentos.

Segundo o Ministério da Saúde, o total de exames realizados entre mulheres de 50 e 69 anos aumentou 61,9% entre 2010 (1.547.411) e 2014 (2.506.339).

Já em números totais de exames (em todas as faixas etárias), o aumento somou 41,8% entre 2010 (3.035.421) e 2014 (4.304.619). Até junho deste ano, foram realizados 1.820.195, dos quais 1.071.531 na faixa etária prioritária, 50 a 69 anos.

A Pesquisa Nacional de Saúde mostrou que o maior número de mamografias foi realizado por mulheres brancas (66,2%) e com superior completo (80,9%).

As menores proporções foram observadas em mulheres negras (54,2%), pardas (52,9%) e com fundamental incompleto (50,9%).

A região Norte registrou a menor proporção de mulheres que haviam feito o exame (38,7%), seguida das regiões Nordeste (47,9%), Centro-Oeste (55,6%), Sul (64,5%) e Sudeste (67,9%).

Para Ruffo de Freitas Junior, outro ponto importante é o medo que as mulheres têm de fazer a mamografia. “Há o medo da dor, do desconforto e o medo de encontrar um câncer. São aspectos que mostram que a mulher por si só, sem ser estimulada, não fará o exame”, comenta.

O presidente da Sociedade Brasileira de Mastologia lembra que a mamografia é o único exame que pode reduzir a mortalidade por câncer de mama. A partir dos 40 anos, ele recomenda que o procedimento seja feito anualmente.

"Temos alguns dados que mostram que a mortalidade por câncer de mama está aumentando no interior de vários estados, diferentemente das capitais. Em Porto Alegre, no Rio de Janeiro [capital], em Belo Horizonte e no Recife, a mortalidade começa a cair. Entretanto, no interior, há falta de mamógrafos e de estrutura. Temos uma mortalidade por câncer de mama crescente e esse é um dos números mais drásticos que mostram a diferença entre as grandes cidades e os pequenos centros”, declara.

O Ministério da Saúde informou que, em outubro de 2012, foi lançado o Programa de Mamografia Móvel no SUS, que tem como objetivo aumentar a cobertura mamográfica em todo território nacional.

Atualmente, há 12 unidades habilitadas, sendo cinco na Bahia, quatro no Distrito Federal e três no Tocantins.

De acordo com o ministério, de 2010 a 2014, o gasto para fortalecer a rede de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer no país aumentou 45%.

Em 2010, foram repassados R$ 2,3 bilhões para tratamentos como quimioterapia, radioterapia e cirurgia oncológica, e para diagnósticos como o exame citopatológico e as mamografias. No ano passado, a despesa subiu para R$ 3,3 bilhões.

fonte: http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/noticias/indice-de-mamografias-no-brasil-esta-abaixo-da-media-mundial


Compartilhe: orkut blogger delicious digg twitter email


Mais publicações

Imagem e Guerbet fecham parceria
( Publicado em 31/07/2017 )


Mulheres no DF esperam até dois anos para fazer mamografia
( Publicado em 14/10/2016 )


Último relatório de financeiro da Forbes: Healthcare é o setor líder
( Publicado em 24/05/2016 )


Imagem e GE encerram parceria
( Publicado em 01/05/2016 )


10 dicas para gerir seu consultório (ou sua clínica)
( Publicado em 31/03/2016 )


Quando tratar menos é melhor
( Publicado em 26/01/2016 )


Ressonância e mamografia ajudam na prevenção do câncer de mama
( Publicado em 22/10/2015 )


Saúde caminha para um colapso, diz ministro
( Publicado em 29/09/2015 )


Como o paciente percebe a qualidade na hora da consulta?
( Publicado em 18/09/2015 )


Rastreamento de câncer é oferecido apenas em oito estados
( Publicado em 10/09/2015 )


Ministério destina R$ 100 milhões para 49 hospitais universitários
( Publicado em 03/07/2015 )


Consumidor-paciente quer experiências com boas sensações
( Publicado em 19/06/2015 )


Como gerir o aumento da demanda de exames de imagem
( Publicado em 28/05/2015 )


Principais tendências em diagnóstico por imagem em breve no Brasil
( Publicado em 12/05/2015 )


GE descarta vender ativos no Brasil e considera aquisições
( Publicado em 06/05/2015 )


Operadoras de planos investem mais de R$ 3 bi em ampliações
( Publicado em 28/04/2015 )


Brasil lidera consumo de agrotóxico e Inca pede redução do uso
( Publicado em 09/04/2015 )


O preço de dar à luz ao redor do mundo
( Publicado em 09/03/2015 )


Cientistas desenvolvem estrutura de titânio pra cobrir implantes óssea
( Publicado em 09/01/2015 )


Desafio de Dilma é estabilizar saúde financeira do SUS
( Publicado em 30/10/2014 )


Hospitais cariocas são mal avaliados na gestão de insumos
( Publicado em 04/09/2014 )


Tratamento de HIV/Aids no Brasil salva mais que média global
( Publicado em 22/07/2014 )


O ano da RSNA na JPR
( Publicado em 05/05/2014 )


Rede privada brasileira tem mais equipamentos que Alemanha·
( Publicado em 14/04/2014 )


Brasil deve ter mais de 576 mil novos casos de câncer em 2014
( Publicado em 12/02/2014 )


Inca atualiza banco de dados de doadores de medula
( Publicado em 27/01/2014 )


Lullaby Warmer e Lullaby LED PT
( Publicado em 11/09/2013 )


Saúde pública perdeu quase 13 mil leitos em três anos
( Publicado em 04/09/2013 )


GE Healthcare compra a mineira Omnimed É a segunda grande aquisição da
( Publicado em 06/08/2013 )


Senai-SP e GE Healthcare investem R$44 mi em saúde
( Publicado em 30/07/2013 )


Anvisa obriga instituições a criarem núcleos de segurança
( Publicado em 29/07/2013 )


Mais Médicos: edital estará aberto para brasileiros e estrangeiros
( Publicado em 11/07/2013 )


Brasil pode economizar US$ 14 bilhões se investir em mHealth
( Publicado em 23/05/2013 )


Brasil negocia acordo para receber 6 mil médicos de Cuba
( Publicado em 06/05/2013 )


Conheça os vencedores do Top Hospitalar
( Publicado em 08/04/2013 )


Planos deverão justificar por escrito negativa de procedimentos médico
( Publicado em 11/03/2013 )


SP libera R$ 77 milhões ao Hospital São Paulo
( Publicado em 28/02/2013 )


US$ 1 bilhão para o combate ao Câncer
( Publicado em 08/02/2013 )


Santa Maria prevê a contratação imediata na área da saúde
( Publicado em 30/01/2013 )


3D permite que gestante cega sinta feto com a mão
( Publicado em 19/09/2012 )


GE Healthcar e Intel criam parceria para pesquisa
( Publicado em 15/03/2012 )