Principais tendências em diagnóstico por imagem em breve no Brasil

Você está em : Imprensa | Notícias

Medicina e tecnologia caminham juntas. Afinal de contas, é a inovação que dá suporte tecnológico para que surjam respostas para cura de muitas doenças. Com diagnósticos mais precisos, hoje é possível ver o corpo humano de uma maneira que nunca poderíamos enxergar além de permitir detectar problemas mais precocemente. É a era do 3D e da alta definição de imagem que está transformando o acesso à saúde.

Na 45º Jornada Paulista de Medicina (JPR), que ocorreu em São Paulo na semana passada, a GE Healthcare apresentou as novidades da companhia que estão chegando ao Brasil. Elas possibilitam tratamentos mais eficientes e soluções que trazem conforto para os pacientes. Quer ver só?

Diagnóstico por imagem com alta definição

Durante um exame de tomografia, qualquer movimento do paciente pode prejudicar a obtenção das imagens e, consequentemente, a precisão do diagnóstico. Mas, a era das imagens de alta definição e em 3D já chegou: o Revolution CT, da GE Healthcare, é o primeiro tomógrafo capaz de capturar imagens volumétricas, tridimensionais e em alta definição de diversas estruturas do corpo mesmo de órgãos movimento. O equipamento é capaz de captar imagem do batimento do coração em apenas uma pulsação (isso é menos de 1 segundo!). Tudo com uma baixa dose de radiação.

Combinar tecnologias para aprimorar o tratamento de doenças

Uma das grandes tendências da medicina é combinar soluções para oferecer tratamentos mais eficientes e o Signa PET/MR da GE Healthcare está em total sintonia com isso. O equipamento realiza aquisições simultâneas de imagens PET (tomografia por emissão de pósitrons) e de ressonância magnética. Com o PET, é possível visualizar o sistema fisiológico, avaliar e quantificar a atividade metabólica do corpo. Já a ressonância magnética, captura as imagens anatômicas dos órgãos. Combinando essas duas ferramentas, os médicos podem avaliar alterações celulares iniciais. Para a oncologia, a grande vantagem é auxiliar na detecção precoce de tumores e metástases.

Segundo Eric Stahre, presidente e CEO Global da GE para Ressonância Magnética, “a GE Healthcare está enxergando os equipamentos para diagnóstico por imagem com um novo olhar e, para os hospitais e clínicas médicas, essa inovação traz mais eficiência e produtividade”, afirma.

Mais rapidez na manipulação de imagens

Pela primeira vez na história da medicina é possível adquirir imagens com seis contrastes diferentes em uma única aquisição de ressonância magnética. O Signa Pioneer com MAGiC* da GE Healthcare foi projetado para que médicos possam manipular imagens e alterar contrastes logo após sua captura. Os benefícios são exames mais rápidos: com essa tecnologia, dá tempo para examinar até um paciente a mais por hora. A tecnologia foi apresentada na feira e em breve estará disponível para comercialização no Brasil.

Conectividade e medicina são indissociáveis

Armazenar imagens, criar um histórico do paciente e ter acesso rápido aos exames é essencial para o tratamento de doenças, não é mesmo? Na 45ª JPR, a GE Healthcare apresentou o Centricity Clinical Archive, solução de TI voltada para o armazenamento de dados em diferentes extensões (por exemplo JPG e PDF), em uma mesma plataforma.

Com o software, é possível ter uma só rede de dados de departamentos diferentes, o que vai facilitar – e muito – a tarefa das equipes de atendimento e dos médicos nos procedimentos cotidianos. Com ele, os times têm acesso aos dados e exames dos pacientes, ajudando os médicos a tomarem decisões com mais rapidez e segurança sobre o tratamento que cada paciente deve seguir.

Novas tecnologias para a saúde da mamãe e do bebê

Exames de ultrassom vão muito além de ajudar a ver o sexo do bebê, podem salvar vidas e evitar a evolução de doenças nas mães e na criança. O Voluson E10, equipamento de ultrassonografia de última geração da GE Healthcare, foi apresentado pela primeira vez no Brasil na JPR de 2015. Ele utiliza dados obtidos no ultrassom para calcular de uma nova maneira a profundidade, a forma e os detalhes do bebê. Com o Voluson E10, é possível analisar os mínimos detalhes, como vasos sanguíneos, o coração, o cérebro e outros órgãos do bebê. Com isso, o médico pode detectar e tratar uma doenças cardíaca antes mesmo da criança nascer, por exemplo.

As soluções apresentadas pela GE Healthcare na JPR são o futuro da medicina: diagnósticos precisos, precoces e a possibilidade de fazer planos de tratamento eficazes mesmo antes do nascimento.

fonte: http://www.gereportsbrasil.com.br/post/118285411944/conheca-as-principais-tendencias-em-diagnostico


Compartilhe: orkut blogger delicious digg twitter email


Mais publicações

Imagem e Guerbet fecham parceria
( Publicado em 31/07/2017 )


Mulheres no DF esperam até dois anos para fazer mamografia
( Publicado em 14/10/2016 )


Último relatório de financeiro da Forbes: Healthcare é o setor líder
( Publicado em 24/05/2016 )


Imagem e GE encerram parceria
( Publicado em 01/05/2016 )


10 dicas para gerir seu consultório (ou sua clínica)
( Publicado em 31/03/2016 )


Quando tratar menos é melhor
( Publicado em 26/01/2016 )


Ressonância e mamografia ajudam na prevenção do câncer de mama
( Publicado em 22/10/2015 )


Saúde caminha para um colapso, diz ministro
( Publicado em 29/09/2015 )


Como o paciente percebe a qualidade na hora da consulta?
( Publicado em 18/09/2015 )


Rastreamento de câncer é oferecido apenas em oito estados
( Publicado em 10/09/2015 )


Índice de mamografias no Brasil está abaixo da média mundial
( Publicado em 01/09/2015 )


Ministério destina R$ 100 milhões para 49 hospitais universitários
( Publicado em 03/07/2015 )


Consumidor-paciente quer experiências com boas sensações
( Publicado em 19/06/2015 )


Como gerir o aumento da demanda de exames de imagem
( Publicado em 28/05/2015 )


GE descarta vender ativos no Brasil e considera aquisições
( Publicado em 06/05/2015 )


Operadoras de planos investem mais de R$ 3 bi em ampliações
( Publicado em 28/04/2015 )


Brasil lidera consumo de agrotóxico e Inca pede redução do uso
( Publicado em 09/04/2015 )


O preço de dar à luz ao redor do mundo
( Publicado em 09/03/2015 )


Cientistas desenvolvem estrutura de titânio pra cobrir implantes óssea
( Publicado em 09/01/2015 )


Desafio de Dilma é estabilizar saúde financeira do SUS
( Publicado em 30/10/2014 )


Hospitais cariocas são mal avaliados na gestão de insumos
( Publicado em 04/09/2014 )


Tratamento de HIV/Aids no Brasil salva mais que média global
( Publicado em 22/07/2014 )


O ano da RSNA na JPR
( Publicado em 05/05/2014 )


Rede privada brasileira tem mais equipamentos que Alemanha·
( Publicado em 14/04/2014 )


Brasil deve ter mais de 576 mil novos casos de câncer em 2014
( Publicado em 12/02/2014 )


Inca atualiza banco de dados de doadores de medula
( Publicado em 27/01/2014 )


Lullaby Warmer e Lullaby LED PT
( Publicado em 11/09/2013 )


Saúde pública perdeu quase 13 mil leitos em três anos
( Publicado em 04/09/2013 )


GE Healthcare compra a mineira Omnimed É a segunda grande aquisição da
( Publicado em 06/08/2013 )


Senai-SP e GE Healthcare investem R$44 mi em saúde
( Publicado em 30/07/2013 )


Anvisa obriga instituições a criarem núcleos de segurança
( Publicado em 29/07/2013 )


Mais Médicos: edital estará aberto para brasileiros e estrangeiros
( Publicado em 11/07/2013 )


Brasil pode economizar US$ 14 bilhões se investir em mHealth
( Publicado em 23/05/2013 )


Brasil negocia acordo para receber 6 mil médicos de Cuba
( Publicado em 06/05/2013 )


Conheça os vencedores do Top Hospitalar
( Publicado em 08/04/2013 )


Planos deverão justificar por escrito negativa de procedimentos médico
( Publicado em 11/03/2013 )


SP libera R$ 77 milhões ao Hospital São Paulo
( Publicado em 28/02/2013 )


US$ 1 bilhão para o combate ao Câncer
( Publicado em 08/02/2013 )


Santa Maria prevê a contratação imediata na área da saúde
( Publicado em 30/01/2013 )


3D permite que gestante cega sinta feto com a mão
( Publicado em 19/09/2012 )


GE Healthcar e Intel criam parceria para pesquisa
( Publicado em 15/03/2012 )